Demissão em massa na Prefeitura de Aracati

Duas semanas depois de conceder generoso reajuste de 100% para a cúpula da Prefeitura de Aracati, o prefeito Bismark Maia decreta demissão em massa, mandando para o olho da rua mais de 1.200 servidores.  Ao mesmo tempo em que anunciava o maior carnaval de todos os tempos na cidade, o prefeito assinou, no último dia 20, o decreto 120/2017, que suspende os efeitos dos contratos temporários.

O documento lista o nome de cerca de 1.300 pessoas que foram contratadas a partir de março deste ano e que deverão se afastar de suas funções pelo prazo de 60 dias, a partir de 1º de janeiro de 2018. O motivo, alegado no decreto, seria por questões orçamentárias e reestruturação administrativa. A medida atingiu todas as áreas, mas as que mais sofreram foram Educação, com a suspensão de 831 contratos, seguida de Saúde (167) e Desenvolvimento Social (128).

Segundo os últimos dados do Caged, Ceará teve saldo positivo em vagas de trabalho, mas o desempenho de Aracati está entre os 5 piores saldos negativos do Estado. Com a suspensão de contratos de trabalho em massa, certamente Aracati vai para o topo deste triste ranking, das cidades com maior número de desempregados.

Íntegra do decreto, com a lista dos servidores.