Janot, o deusofóbico

Nem Deus, nem deuses. As escolas não precisam de aulas sobre valores espirituais, segundo o pensamento do procurador geral, Rodrigo Janot, que assim se manifestou no julgamento sobre o ensino religioso:

“A escola pública não é lugar para o ensino confessional e também para o interconfessional ou ecumênico, pois este, ainda que não voltado à promoção de uma confissão específica, tem por propósito incucar nos alunos princípios de valores religiosos partilhados pela maioria, com prejuízo de visões ateístas, agnósticas ou de religiões com menor poder na esfera sócio-política.

Outro da mesma seita do campo deusofóbico é o ministro Luis Roberto Barroso, relator e ardoroso defensor da retirada do ensino.  Confrontado com a Constituição – “o ensino religioso, de matrícula facultativa, constituirá disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental” – o ministro, que deve se guiar pelo escopo constitucional, se sai com esta:

“Os jovens hoje se sentem intimidados a recusar a frequência às aulas por temor de se diferenciar dos colegas.”

O ministro não pode sequer alegar que está na Constituição, mas não foi regulamentada. Foi, sim senhor. Tanto que está previsto em vários dispositivos da LDB –  Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

O assunto está sub judice por iniciativa da subprocuradora da Rebública, Débora Duprat, que entrou com uma ADI no STF, em 2010. Isto é, embora claramente previsto na Constituição, a PGR, argui inconstitucionalidade. Apesar do constituinte deixar expresso o ensino religioso, ela quer que seja transformado em ensino das religiões. Pode ser dado por ateu, né?

O julgamento será retomado na segunda, com o placar atual de 3 a 2 a favor da retirada do ensino. Os guardiães da Constituição, que evoca a proteção de Deus para sua elaboração, podem compreendê-la laica, mas jamais agnóstica, muito menos ateia.

 

 

Donos das JBS entregam contas de Lula e Dilma

Segundo a colunista Mônica Bergamo, Folha de São Paulo, os donos da JBS vão entregar (ou já entregaram) ao Ministério Público Federal, comprovantes de depósitos feitos em contas de Lula e Dilma no exterior.

As contas foram abertas por Joesley Batista, através de uma offshore.

Caso seja comprovado, a ladainha de “presidenta honesta” papoca de vez. O Brahma não escolheu Dilma à toa.

Técnico de carreira lança candidatura ao TCE

O auditor de carreira do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), Itacir Todero, lançou nesta quinta-feira (31), em nosso programa Hora da Notícia, sua candidatura para conselheiro da citada Corte, na vaga aberta com a aposentadoria do ex-conselheiro Teodorico Menezes.

Itacir informou receber apoio da Associação dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (Assertce), que defende indicação por critério de meritocracia e dentro de parâmetros objetivamente definidos e respaldados pela Constituição Federal.

A nova nomeação será decidida pelo Plenário da Assembleia Legislativa, através de votação secreta.

Detalhe: Todero entrou no TCE via concurso público e já há alguns anos ocupa o cargo de conselheiro substituto.

Audic Mota propõe força tarefa para debater violência

O deputado estadual Audic Mota (PMDB), primeiro secretário da Assembleia Legislativa, defende que o Governo do Estado instale bloqueadores de sinal de telefonia celular nos presídios cearenses.

O parlamentar ressaltou que 2017 está sendo o ano mais violento da história do Ceará e é necessário uma força conjunta das bancadas estadual e federal para debater efetivamente a questão e encontrar medidas concretas que visem reverter o quadro de insegurança generalizada.

PCdoB declara apoio à Coreia do Norte

O PCdoB realizou em julho último o 14º encontro do partido. Na ocasião, não fugindo da tradição velha de guerra, nossos comunistas tupiniquins declararam apoio ao baixote maluco e assassino da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Abaixo parte do que foi deliberado.

” Em cinco países, onde vivem mais de 20% da população do planeta, partidos comunistas dirigem experiências de construção e de transição ao socialismo. China, Vietnã, Cuba, República Popular Democrática da Coreia e Laos, cada um com suas peculiaridades e com diferentes níveis de resultados, empenham-se na luta por uma nova sociedade, em meio a situações nacionais complexas e a um quadro mundial hostil. O seu fortalecimento como nações soberanas, os esforços que fazem os seus povos, sob a direção dos partidos comunistas dirigentes do Estado, para viabilizar as estratégias de desenvolvimento e a transição ao socialismo, as ações de cooperação internacional e em prol da paz, têm o apoio e a solidariedade do PCdoB.”

É difícil encontrar o termo mais apropriado para o caso.

Loucura pouca é bobagem.

 

Coelce muda de nome, mas a farra continua

Desde o final de 2016 a Coelce mudou de nome e passou a se chamar Enel, empresa italiana com sede em Roma. Contudo, a filial cearense, mesmo mudando de nome e de donos, continua super campeã de impopularidade e reclamações, tanto por conta do serviço de baixíssima qualidade, como por conta das tarifas absurdas, extorsivas, imorais.

Lá em casa somos dois; eu e minha Luciana. A ajudante só vai uma vez por semana, dia em que o ferro de engomar é usado. Eu e Luciana saímos cedo para labuta diária e só voltamos à noite. Nosso único luxo ” pequeno burguês” é ligar o ar condicionado para dormir. A Enel me cobrar uma tarifa de mais de R$ 500,00 no final do mês é um abuso, extorsão, sem-vergonhice, canalhice.

Guarda Municipal arma flagrante contra universitário

Uma ação que seria para honrar os agentes da Guarda Municipal teve efeito contrário. Está causando revolta o fato que envergonha a entidade como um todo. Afinal, tem um jovem preso por armação de autoridade policial.

Flagrado com a moto estacionado irregularmente, os agentes da Guarda abordaram o universitário e informaram que a moto estava com licenciamento atrasado e multa no valor de 800 reais. O rapaz disse que moto foi roubada, que fez BO, e que as multas não seriam de sua responsabilidade.

Os guardas, inflexíveis, gravavam a conversa, que começou a se complicar a partir deste trecho:

  • Agente: O que que você pode fazer pela gente?
  • Universitário: Me ajuda aí, me diga alguma coisa.

Resumo da ópera. O rapaz acabou oferecendo 150 reais. Neste momento, um agente dá voz de prisão, e uma lição de moral:

Agora se vira aí que tu tá preso. A Guarda Municipal não trabalha desse jeito, não. A Guarda Municipal não trabalha com corrupção.

O que esse guarda fez, com a cumplicidade dos colegas, é pior que a corrupção. Para mostrar que não é corrupto, resolveu filmar que não se vende por 150 reais.

A reportagem da TV Verdes Mares sobre o assunto você pode ver clicando aqui.