Vaga no TCE custava R$ 8 milhões

Ex-governador Silval Barbosa entrega todo o mundo

Delação de Silval Barbosa (PMDB), ex-governador do Mato Grosso, revela que a última vaga do TCE naquele estado custou mais de 8 milhões de reais. A disputa se deu entre políticos, como ocorre nos demais tribunais, incluindo o TCE do Ceará, que tem uma vaga em aberto desde a aposentadoria de Teodorico Menezes.

Os desmandos em vários tribunais de contas do país dão a dimensão de quão deletéria é a iniciativa de indicar políticos, geralmente em fim de carreira, para julgar contas de outros políticos. É a tal da história de colocar a raposa pra tomar conta do galinheiro.

Existe uma PEC, travada no Congresso, que proíbe essa excrescência  de colocar políticos quando a Constituição deixa claros os critérios para ser conselheiro/ministro dos tribunais: competência, reputação ilibida e conhecimento técnico. Raro encontrar um político que compreenda esses três requisitos básicos.

Fonte: Repórter MT